Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

[Cabeceira] Aposta Indecente - Matilda Wright

 Olá :)

 

 Hoje falo de um livro que acabei há pouco, na verdade, mais ou menos 2 horas atrás.

 

 

Sinopse:
"Paris, 1854. Um dos homens mais ricos de França, o marquês de Villeclaire tem uma vida luxuosa e despreocupada, onde não falta nada que o dinheiro e a sua posição social possam pagar. Mulheres, jogo, festas, caçadas, palácios…
Mas uma aposta faz com que os destinos de Villeclaire e Catherine Duvernois, uma jovem e misteriosa viúva, se cruzem, numa altura em que uma nuvem negra tolda os dias do belo marquês, prestes a casar, contra sua vontade, com Blanche de Belfort.
A vida de Louis de Villeclaire desmorona-se…Quem é Catherine Duvernois? E Blanche de Belfort? Alguém está a mentir. Mas quem? Porquê? A resposta mudará para sempre o futuro destas três personagens.
Um romance arrebatador, que se desenrola entre os sofisticados salões da aristocracia parisiense e as deslumbrantes paisagens do vale do Loire, levando os leitores numa viagem inesquecível por cenários de sonho, durante o reinado do Imperador Napoleão III."
 
 
 Ora bem, Louis é um libertino, um homem do seu tempo, que se entretém nos bordéis e na pele das mulheres, no prazer que elas lhe proporcionam. Um bon vivant sem pejo algum e sem vontade de assentar. Já Catherine é um mistério, um algo que não se entende. Por essa incompreensão e por despertar em si, sentimentos que não sabe explicar, é que Louis age como se a odiasse, levando-a consigo e avisando-a que fará dela sua amante, como se seu dono fosse. E é, dado que a ganhou numa aposta, a aposta que fez com o velho notário Duvernois, um homem detestável que morreu antes de saldar a sua dívida para com o Marquês de Villeclaire. Posto isso, todos os seus pertences, incluíndo aquela viúva tão nova, que se veste com trajes negros e coçados mas que tem a postura e falas de uma senhora, são agora pertences de Louis.
No meio desta história por deslindar, vamos encontrar Blanche, que entra de repente na vida do Marquês. A querida e doce e jovem Blanche, cheia de objectivos e desejos. Ser rica e viver uma vida de luxo, é tudo o que a aparentemente inocente Blanche almeja, em concluo com sua mãe.
 Mas a história terá mais um vilão, terá o seu quê de angústia, um acto de heroísmo à antiga e descobriremos uma outra aposta, a que dá nome ao livro. Tudo isto feito e dito, enquanto esperamos que Louis se aperceba que os seus sentires novos, são de amor.
 
 Eu não sou tanto de romances, vocês sabem. Mas estou a tentar ler mais e de modo mais abrangente e definitivamente, gostei deste livro. Começa com a cama de Cléa e seus dotes carnais, de uma forma mais explícita que o habitual para os romances normais, se me faço entender. Além do mais, este livro tem tudo para agradar a uma mulher romântica: um solteirão inveterado e um amor que o leva a mudar e repensar tudo à sua volta! E sim, como num romance digno desse nome, leva-nos às lágrimas quando em vez e apetrecha-se de um happy ending.
 
 Como disse, gostei. E recomendo.
 
 Beijoo :)

2 comentários

Comentar post