Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

[Economia Doméstica] Mãe Precavida

 

 Estou a fazer o inventário cá de casa no que se refere a material escolar vivo e sem mazelas. Não se pode dizer que seja diminuto de todo, eu comprei algum a mais o ano passado que não foi necessário, além de já ter começado a comprar umas coisas antes que os preços infacionem.

 

 Ora bem, até agora, posso riscar as canetas de feltro, os lápis de cor, borrachas, lápis de carvão (comprei uma embalagem de 50 a €2,7), as esferográficas azuis/vermelhas/pretas (tenho muitas ainda das que comprei há mais de um ano a €1,5 cada embalagem de 50), há uns dois cadernos e já comecei a comprar mais (a €0,85 cada), tenho cola líquida e batom ambas novas, comprei uma nova pasta de capas (€1,79), há afias a rodos e acho que é tudo.

 

 Comprei-lhe um dicionário de Português numa feira de livros a €2,50, não havia de Português-Inglês quando lá fui.

 

 Acho que vou bem encaminhada. Sei que faltam coisas, tranferidor, correctores, compasso e o mais que vier na lista de início de ano. Tenho de contar as disciplinas para atribuir cadernos.

 Cadernos ao invés dos dossiers enormes do meu tempo, poupa o espaço na mochila e poupa o peso desnecessário nas costas e ombros.

 Há mochilas ainda. No entanto, o diabinho quer uma nova. Vai comprá-la com o dinheiro que juntou, é bom para ele ter consciência de que o dinheiro não estica e que tudo tem um custo.

 

 Estou a começar cedo, eu sei, ainda estamos em Julho. Mas acho que se começar agora, vai-me doer menos no bolso depois, com os livros e tudo o mais. Só de pensar nos livros, dá-me uma dor no lado esquerdo da cabeça que mete medo. E ainda não sei como será este ano em relação ao SASE, o ano passado tive de comprar primeiro para me pagarem 3 meses depois. Por isso tudo é que começo já a tratar daquilo que tenho a certeza que vai ser necessário.

 Ainda esta semana vou saber dos livros e se já houver, compro alguns. Não posso comprar todos agora e o de Língua Portuguesa não preciso, pois é o único que é igual ao do utilizado no ano passado e ele fica com um dos das minhas irmãs, que passaram para o 7º. Não compro com CD, acho que são quase €6 a mais e não me parecem muito bem gastos. Quando eu estudava não os havia e acredito que os manuais em papel contêm tudo o que devem, no sentido de educar as nossas crianças, além de não acreditar que lhe tenham feito falta neste ano que acabou.

 

 E é isso, estou a ser responsavelmente precavida.

 Ser mãe é um trabalho a tempo inteiro e não inclui só passeios no parque. Mas compensa.