Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

Minha Querida PopyBox...

 

 ...sei que já deves ter as orelhas mais que quentes, dado que tens sido o último assunto em foco pelas blogosferas portuguesas. Percebo que já estejas mesmo enfadada com o que tem sido dito das crias da tua primeira ninhada mas tenho de fazer valer o meu ponto de vista.

 

 Acho que, apesar de andares a arrastar o parto desde Agosto último, foste mãe demasiado cedo, cedendo à pressão que te fizeram, mesmo a silenciosa como a minha, admito. Entendo que havia muita gente a reclamar e a querer activamente que parisses o mais rápido possível e compreendo que te tenhas sentido algo assoberbada por tal. Reconheço que seja o mesmo sentir que me assola quando os clientes me fitam de olhos esbugalhados, porque a fila não anda tão depressa quanto eles o desejam e sem reconhecerem que estou a dar o meu melhor. Desculpa, estou aqui para falar de ti, não de mim.

 

 Algo que me arreliou severamente, foi o sigilo. Nunca irei conseguir perceber o porquê de apenas no dia "X", teres dado a conhecer o valor monetário da adopção das tuas crias. Quando o fizeste, fizeste-o tarde demais, pois a informação foi dada pela revista Activa no dia anterior, que publicou não apenas os valores, como o interior das meninas dos teus olhos. Não acho boa política para quem quer que seja, que a informação que tanta gente pedia, tenha sido dada por uma terceira parte. 

 

 

 Depois temos todos os dados que nos fizeste preencher, numa esperança implícita que as crias que nos fossem atribuídas, fossem as mais indicadas para nós e nós para elas. Mas tal não aconteceu e deste à luz mais de um milhar de gémeos idênticos.

 

 De um olhar pessoal, não dou o meu dinheiro por mal gasto, pois irei usar tudo o que lá veio dentro. Quando vi a foto da Activa, percebi que o que ali estava exposto, seria o que iria ser recepcionado por todas mas percebo o ponto de vista de quem, com 20 anos, não dê uso a um produto anti-idade. Aliás, eu percebo todos os pontos de vista expostos com educação e valor. Confesso-te, o que me fez pender a decisão final para o lado de compra, foi essa mesma foto.

 Aquilo com que não sou conivente, é com enxovalhamentos públicos derivado a uma não parceria contigo e uma caixa de graça em resultado disso.

 Por tua causa, PopyBox, deixei de seguir uma blogger que disse com todos os ésses e érres na sua página, aquando reclamando da sua cria comprada, que se esta fosse oferecida, não se queixava, fazendo-me ter maior noção do quanto e por quanto se vende a opinião das pessoas. Pronto, a culpa não é mesmo tua mas sim da falta de moralidade das pessoas, que tendo pago, se ressentiram ao reparar que houve quem tenha recebido de borla. Acho que a tua vinda veio trazer novamente ao de cima, a fealdade que se invade nas pessoas, que estão prontas a desferir ataques a um serviço que sempre disse que serviria miniaturas/amostras, apenas porque não queriam/quiseram dar o valor pedido mas querendo usufruir dele na mesma.

 

 Retornando a valores, gostaria que me explicasses como é possível que eu pague mais de portes dentro de Portugal, quando a transportadora que te serve, me traz as encomendas da Maquillalia, por menos dinheiro? Caso não saibas, a Maquillalia é uma empresa espanhola. E tu cobras-me mais 0,30€ que eles. Pensa lá bem nisso.

 

 Não vou fazer tabelas de valores para perceber se o dinheiro pago foi mais ou menos recompensado pelo valor do que lá vinha dentro. Acho que, se ao abrir a caixa, o interior não for do agrado da pessoa e ela não for dar uso a metade das coisas, não é por saber ter gasto menos do que gastaria, comprando fora do teu serviço, que se vai sentir melhor. Percebo a racionalização do acto mas para mim, não servirá nunca como um alívio caso desgoste do produto.

 

 Espero que, agora que percebeste o nicho de mercado real em que te posicionas e sendo que ainda não tens concorrência, tenhas o bom senso de melhorar tudo quanto te seja possível. Em resposta a quem queria full sizes a preço da chuva, dou o exemplo da GlamBox, serviço brasileiro. A GlamBox anuncia no seu site que o conteúdo das caixas será preenchido com 4 a 5 miniaturas de produtos de beleza. No entanto, a Isa, que é uma Youtuber que eu sigo, postou AQUI o video da sua caixa de Fevereiro e ela traz quase só full sizes de produtos. E elas lá pagam quase 20€ por uma caixa e não as vejo a fazer escândalos. Cada um é livre de comprar ou não determinado produto. O facto de não poder, não pode ser matéria para maldizer um produto que vale cada cêntimo para quem o compra e gosta.




 O conceito da boxes, é esse mesmo e não é para todos: produtos menores que serão surpresa (coisa que, no nível de lacuna deste género por cá, foi impossível de concretizar), de modo a experimentar e não a criar um arsenal de coisas em casa, caso se encomende sempre as ditas. Aquilo que acontece na prática, é a atribuição de alguns produtos de tamanho normal. Apontar como defeito, um dos aspectos que a empresa cumpriu, é estúpido a um nível atómico. Dar carne a quem apenas come peixe, pode dar em um de dois resultados: ou a pessoa vomita ou a pessoa abre o seu horizonte e cardápio. Acho que várias pessoas vomitaram, apenas porque queriam uma coisa mas não sabiam que coisa era, nem o que realmente queriam. Queriam por querer. Apesar disso e de toda a publicidade nefasta e mesmo algum gozo por parte de gente mal intencionada, ainda muita gente queria adoptar uma cria a quem chamar de sua, vários dias após elas serem postas à venda e esgotarem em menos de 24h.


 Não irei adoptar outra caixa tão cedo mas daqui a alguns meses, penso fazê-lo novamente. Queria a primeira por ser a primeira e quero assistir à evolução que espero que se concretize nos próximos tempos. E sim, o raios-partam da caixa é gira que dói. Mas a minha custa a abrir, está apertada demais, mais alguma assim?


 Beijoo :)

5 comentários

Comentar post