Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

O Mundo da Perfumaria ou o Jardim Suspenso d' O Boticário :)

 Olá!

 

 Sábado passado foi dia de folga, dia de dormir mais um pouco, dia de passear e de ir às compras para a casa. Sem pressas nem muitas cerimónias. Confesso que quando cheguei a casa, vinha exausta e com algumas dores mas psicologicamente, vim bastante bem. 

 

 Avisei o meu filho antepadamente que iríamos visitar o espaço que O Boticário tinha aberto no Colombo e que tinha o seu último dia a decorrer. Não preciso dizer que, embora ele goste de perfumes, é homem (ou quase) e enfada-se com estas coisas que a nós, gajas de gema, nos enriquecem e nos deixam felizes. Com pouco e quase sem esforço, com pedaços de história e de beleza, este tipo de programa faz bem à pessoa. E graças aos céus, o Colombo não estava à pinha e deu para ainda irmos comer algo e visitar uma ou outra loja, antes de irmos à tarefa pesada, sem qualquer tipo de stress. 

 

 Aviso à navegação, fotos com fartura! Vamos a isso?

 

 

 A primeira coisa a referir aqui, é o espaço, extremamente bem colocado na Praça do Equador e digo-o porque, não estando directamente no piso, estava como que suspenso por entre os pisos 1 e 2, chegando nós até ele por alguns lances de escadas - um jardim suspenso e perfumado, nem de propósito! Permaneceu como um polo emergido por entre as demais distracções, por um total de quatro dias. E embora consiga reconhecer o esforço contínuo das pessoas que lá trabalharam esses dias por inteiro, posso dizer-vos que quatro dias de algo assim, aberto ao público e não exclusivo de alguns, sabe a pouco (pronto, já sei que me vão dizer que é tudo em Lisboa e tudo e tudo, mas Lisboa é extensa e se as pessoas se esforçam e fazem quilómetros para receber coisas, também o podem fazer para dar um sorriso e apoio a quem faz o mesmo por elas). 

 

 

 A quem se dirigiu lá, é normal que a primeira foto faça um pouco de estranheza, dado que não é o 1º foco da exposição. Mas acho que abre bastante bem o tema: Já imaginaram um mundo sem cheiro? Sem odores que nos fazem reconhecer pessoas, relembrar momentos, descobrir sensações? De alguém que adora perfumes de forma mais do que assumida, acho que um mundo sem cheiros que se elevam no ar e nos mudam o humor, era assim como que uma seca monumental. E então partimos daqui para...

 

 

 Fechando os olhos e sem noção do mundo em redor, quais são os odores que reconheceriam sem qualquer dúvida? Com o passar dos anos, os cheiros mais antigos, os primeiros que sentimos, ou estão sempre presentes, ou desapareceram. O cheiro do mar, o cheiro da cozinha da avó, o cheiro do companheiro de brincadeiras, o cheiro da relva molhada, o cheiro do colo da mãe, do giz da sala de aula. Já agora que falamos de cheiros que sempre recordamos, sabiam que um perfumista, reconhece cerca de 3500 odores? E não falamos de reconhecer o perfume x mas sim de cada um dos seus ingredientes, conseguindo fazer combinações e saber exactamente ao que tal combinação cheirará, ainda antes de o concretizar. 

 Sou uma nódoa nesse campo, sei do que gosto e sei o que não me faz querer mais. E embora fosse giro, reconhecer uma pitada disto ou daquilo nos perfumes que uso, não sofro em nada com isso.

 

 

 Agora entramos no Mundo de Perfumaria O Boticário e com o recurso a marcos na história da marca (redundância nunca matou ninguém), começamos pelo início e chegamos até aos nossos dias.

 Acho que todas já ouvimos falar da famosa batedeira com que o Dr. Miguel Krigsner misturava os ingredientes e que se tornou um símbolo de uma história iniciada em 22 de Março de 1977. Num espaço situado na cidade de Curitiba (sul do Brasil) e que se demarcava por receber os clientes num espaço com um sofá, bombons e café, de modo a diferenciar o tratamento providenciado, começou o percurso daquela que se assume como a maior rede de perfumaria e cosmética do mundo.

 Devido ao passa-palavra, essa coisa que sabemos tão bem o que é e que é algo que se perpetua aqui mesmo, num blog, as pessoas começaram a ir ao espaço, à procura dos produtos que os farmacêuticos criavam no seu tempo livre, com o apoio a algas, camomila e malva.


 Viajamos desde o primeira fragrância, Acqua Fresca, até aos mais recentes aditivos da linha Floratta. Passamos pela incursão da marca em Portugal, há 26 anos atrás, pela curiosidade de como um homem em 1988 (José Wilker) ter feito com que a loja dos Amoreiras não esvaziasse nunca, recordamos novamente o Compromisso Boticário em não realizar testes em animais e acabando de reler os marcos odoríficos, vamos visitar o Laboratório das Emoções...



 Esta foi uma aposta diferente e ganha. Embora haja muita gente a usar e conhecer as fragrâncias da marca, colaboradoras incluídas, o jogo proposto pel' O Boticário pode ser uma surpresa!



 A primeira coisa a decidir é: que perfil melhor me define? Caso não me conheçam, prazer, sou a Linda e sou uma gaja a puxar para o romântico e sonhador, sem tirar nem por, tanto que a minha escolha não foi surpresa para quem estava do meu lado ;)

 Depois disso, é levantar os copos correspondentes ao perfil e sexo, e com um rodopiar de pulso à enólogo, deixar que o aroma chegue às nossas narinas, para que possamos dizer este é que combina comigo!

 Embora eu use de momento o Coffee Woman Seduction (obrigada ao senhor taxista que me gabou o perfume no outro dia), não foi odor correspondente ao meu perfil e aquele que decidi que me agradava mais, revelou-se como sendo o recente Lily Divine. Surpresa não foi realmente, dado que já expressei aqui que foi um perfume que me agradou bastante (verdade é que eu sou a modos que uma vendida por perfumes e tenho-os aos montes por alguma razão!).



 Outro apontamento de informação, não vitalmente necessária mas ainda assim, interessante.


 Agora, é chegada a vez de visitar os mundos dentro deste mundo. 



 No toucador estão os dois Lily's, o Essence e o Divine. Acho que já frizei que, embora não desgoste do Essence, não me apela o suficiente. Foi por isso que pensei em primeira instância que talvez o Divine não fosse ser do meu agrado. Enganei-me porque adoro esta versão e aconselho a fungadela.


foto retirada do facebook da marca


 No mundo Malbec, encontramos o perfume que tem como fonte exclusiva o álcool vínico e que é macerado em barricas de carvalho francês. É um perfume forte e que não deixa ninguém indiferente, para o bem ou para o mal.



 O mundo de Egeo Woman Dolce é uma proposta doce e jovem e foi um perfume que gostei de conhecer. Talvez seja do Algodão Doce que está na sua composição ou porque há sempre uma parte de nós que se quer manter uma menina, doce e inocente. Vi, enquanto lá estive, muitas miúdas e graúdas a tirar fotos com esses chupa-chupas enormes e todas elas estavam sorridentes. Uma parte da minha boa disposição ao chegar a casa nesse dia, veio daí mesmo.


mais uma foto roubada do facebook da marca


 Outra coisa sobre mim: não gosto de café, não sou do tipo que precisa de um café para acordar nem de uma bica a seguir à refeição. Aliás, o odor que a máquina de café exala quando está a fazer o seu trabalho, deixa-me mal disposta. Sou de galão mas com mais leite e a minha cafeína vem com gás. Por isso, é normal que achasse que nem valia a pena cheirar o Coffee Woman regular mas não foi uma experiência dolorosa. Tem um cheiro a café mas de uma forma subtil, e embora não equacione adquiri-lo, fiquei com melhor impressão do que tinha. Algo muito giro, foram as sacas com grãos de café para expor os perfumes e nesse sentido, apesar do cheiro não ser o meu predilecto, o efeito visual compensou a passagem.



 E finalmente, o mundo Floratta, que alberga os novos Cerejeira em Flor e Cerejeira em Pétalas, a adicionar ao Emotion, ao In Blue, ao In Rose e ao muito pedido e retornado In Gold. Centrei a minha atenção nos novos Cerejeira e embora os dois sejam agradáveis, o meu nariz pende para o Cerejeira em Flor, dado que é mais doce e surpresa, não tem cerejeira na composição (mas tem caramelo!), é apenas inspirado por ela. Já o Cerejeira em Pétalas, leva no seu corpo, acorde de flor de cerejeira. E cá para nós, os frascos novos da linha não estão muito mais bonitos?


 Mesmo ao lado do mundo Floratta, havia algo que pedia a contribuição de quem lá passou...



 A Árvore dos Desejos encheu-se de flores com palavras que, segundo me disseram, foram bonitas e altuístas. Posso-vos dizer o meu, pois já aqui o expressei antes: Desejo que todas as pessoas sejam um pouco mais felizes. Acho que a felicidade impede as pessoas de gastarem energias a serem interesseiras ou más e de um modo geral, se não fazemos mal a ninguém, merecemos ser felizes. 


 Como vos disse, apesar de ter tido calma e não me ter esforçado muito, cheguei a casa com dores mas um pouco mais feliz sem dúvida alguma. E perfumada!



 Vim de lá com muitos cartões perfumados e amostras dos novos Florattas e dos nossos escolhidos no Laboratório das Emoções, assim como de uma pequena brochura que resumia a informação passada lá. Não consta da foto, mas também veio comigo, assim como com cada uma das pessoas que lá se dirigiram, um vale de 25% de desconto em perfumaria e que me dá até ao final do mês para decidir que novo perfume da marca quero eu. Cada pessoa pôde ainda levantar na loja uma foto sua no seu mundo para recordar depois.


 A brochura é um óptimo auxiliar mas a humanidade e disponibilidade das pessoas envolvidas no evento, são ainda mais valiosas. A menina que me acompanhou pelos mundos foi uma fonte de informação inesgotável e precisa, o tipo de pessoa que queremos ter connosco a aconselhar numa superfície comercial. A ela, obrigada. E obrigada também a quem me deu o braço para subir e descer as escadas, às doutoras do laboratório e a quem não estando pessoalmente comigo, me mandou um beijinho. Obrigada ao meu filho, que enfadado que só ele, não me chateou para vir embora. E volto a dizer que soube a pouco e que espero que num futuro próximo, acções desta natureza se repitam e vá, pode ser noutra zona do país que eu não desdenho do bem dos outros.


 As fotos roubadas e muitas mais, podem ser vistas no albúm criado na página da marca AQUI e nele poderão ver o que eu vi: sorrisos na cara das pessoas e que me deixa uma lembrança boa.



 Beijoo :)


post publicitário

3 comentários

Comentar post