Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

Cartas de Amor... :)

 Olá!

 

 Cartas de amor... Toda a gente sabe pelo menos essa parte da música e toda a gente já escreveu ou pensou em escrever uma carta de amor, sendo que a realização depende do que é para cada um uma declaração de sentimentos. Eu sei que escrevi montes de cartas apaixonadas, a maior parte rabiscadas em folhas de cadernos e poucas foram as que viram a luz do dia. Acho mesmo que expor os nossos sentimentos por escrito pode ser um aliviar de alma que nem sequer requer um envio a outrem. Mas a bem da verdade, eu cá sou uma romântica de gema.

 

 Por isso, quando li que a essence ia lançar uma colecção chamada Love Letters, bem, as antenas ficaram em estado on.

 

 

 

 Esta colecção não está prevista para Portugal mas chegou a Espanha, que para mim, fazendo uso das compras online, dá no mesmo ou melhor, que a Well's do Vasco da Gama não vende essence (coisa mais estúpida da vida!) e eu não posso andar todos os dias em visita a locais mais longe. 

 

 Em respeito ao conjunto, eu gosto do tema do amor e gosto das cores claras. Gosto de ter vindo com um caderno e acho giro que inclua um kit de estampagem de unhas. O formato da paleta também é novo, faz lembrar as da Catrice. Fora isso temos os sempre úteis papelinhos para absorver a oleosidade do rosto, dois lápis com esponja para esbater o traço, dois brilhos labiais em formato lápis jumbo, cinco vernizes e um iluminador.

 

 Eu só comprei um item, guess what...

 

 

 Vamos lá ver: um iluminador que vem com um pequeno tributo ao amor inscrito. Não é das coisas mais fofas ever?! Para mim é e vai ser com pena que lhe vou desfazer o efeito. Tanto que ainda nem lhe toquei. A pessoa original tem pancada e não tem lá grande vergonha disso. Podia ser o caderno e quem sabe se ainda o compro um dia destes, que as pancadas referentes a material de escrita e de escrever também são largas.

 

 Podem encontrar os artigos da Love Letters na Maquillalia ou na Beautik, sendo que este vocês já não acham em nenhuma das plataformas mas quem sabe, podem lá achar o vosso artigo apaixonante, sendo certo que será por norma acessível, que o amor não tem etiqueta de preço nem elitismo, o amor acontece e escreve-se por ele mesmo.

 

 Beijoo :)