Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

Egoísmo

 Muitas vezes, ser egoísta não é um acto de gente má, ser egoísta pode salvar a alma.

 

 A verdade é que, a grande maioria das pessoas altruístas tem um desfasamento quando chega a hora de cuidar de si. Os outros estão sempre primeiro, os problemas dos outros são mais urgentes... E perdido nisto fica o instinto de auto-preservação, fica mudo o som que o corpo e a mente fazem para nos dar conta que nem tudo vai certo em nós.

 

 Urge a necessidade de nos pormos no centro do nosso mundo, calarmos as vozes que soam mais alto que a nossa e ouvi-la, entendê-la, agir sobre a sua ordem. Ser sempre o ombro certo ou ser o ouvinte perfeito de outros não nos serve de nada se a nossa identidade se perde e se confunde nessa teia que nós mesmos tecemos.

 

 Não há nada de errado em dar, pelo contrário. Dar faz bem, dar envolve gratidão, envolve emoção, felicidade. Mas receber o que se dá envolve muito mais.

 Muitas vezes não achamos ser merecedores do que temos de bom na nossa vida, achamos ser errado ter tanto quando outros nada têm, achamos vil da nossa parte sorrir quando há quem tenha perdido tudo. Somos invadidos todos os dias pelas notícias de catástrofes, desgraças, crueldade. Isso faz-nos olhar sempre para a nossa vida, faz-nos avaliá-la e por conseguinte, avaliar-nos. Não é errado ter quando trabalhas para isso, não é errado gastar esse dinheiro ganho contigo, não é errado seres feliz com o que tens. Errado será se subires as escadas da tua vida porque conheces um atalho, errado é compactuares com os atalhos de outros, errado é semeares a discórdia e maledicência apenas para mascarar o quão infeliz és com o pouco ou muito que tens.

 

 Não precisas de dar tudo o que tens para expiar o pecado de teres o que dar. E também não precisas de ter tudo só porque podes. Ser altruísta e egoísta não são verdades absolutas e desassociáveis, podes ser ambos e conseguir encontrar o modo certo de levar a tua vida. Dar as roupas que tens a mais a quem delas precisa não te impede de gozar um dia de spa, tu é que te impedes. Fazer um donativo para uma causa em que acredites não proíbe comprares aquela jóia que nem é assim tão cara, se o consegues fazer, não tens porque não.

 

 Não é mentira que na maioria das vezes, somos nós que complicamos a nossa vida, pensamos muito nas coisas e ensaiamos-lhe significados que não existem. Não és menos filha, mãe ou esposa, por precisares de um tempo só teu, de um hobby pessoal, de alturas em que só existas tu no mundo. Esse egoísmo irá fazer com que sejas melhor filha, mãe e esposa, porque o farás pelas razões certas. Pôr os outros primeiro, principalmente no que a filhos diz respeito, só funciona se não nos aniquilarmos e se nos dermos a devida atenção.

 

 Equilíbrio e ética. Dar e receber, de si próprio em primeiro lugar. Fazer o bem a si mesmo sem passar por cima de ninguém nem ser cúmplice desse acto. Deveria ser mais fácil, deveria ser mais visível. Mas carece de esforço, carece de vontade, de querer, carece de fazer. O que vais fazer por ti hoje?

 

you.jpg