Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

Happiness Journal #2

 Olá!

 

 Esta semana não foi das mais felizes mas teve alguns momentos melhores e é isso que importa salientar, mesmo que tenham sida arrancados a ferros!

 

 Os meus pedaços de felicidade da semana são:

 

 Nasceu o "nosso sobrinho"! Na verdade, o bebé da Anastácia nasceu no final da semana passada mas só soube depois de ter o outro post alinhavado e programado. Já vi fotos dele e pensem numa pessoa que acha os bebés uma das maiores dádivas da vida e se derrete com eles: essa pessoa sou eu! Não ajuda que eu seja uma tia honorária e portanto o embelezamento da coisa leva a um enamoramento maior. Anastácia, neste novo momento da tua vida, desejo-te toda a força e felicidade do mundo pah!

 

 Futilmente falando, andava a precisar comprar um miminho para mim, coisa que me levantasse um pouco a moral mas sem pagar demasiado. Como os vernizes da Kiko estão em promoção, fui lá buscar o Fancy Top Coat dos corações que mostrei nas sugestões de Páscoa, AQUI, dado que ele está a custar de momento, 2,90€. Usei-o à hora de jantar de um dia longo e a sério que trabalhei o resto do turno um tanto mais contente, com coraçõezinhos nas unhas!

 

 Terminei de ler "O Livro do Amanhã" de Cecelia Ahem e adorei. Tinha-o há tanto tempo encostado para ler e arranjei ali um caso de amor para com as páginas. Lê-se muito bem, não é demasiado lamenchas ou demasiado dramático, embora tenha algo de cada um desses adjectivos. Não me comoveu ao ponto de me fazer chorar e trust me, não é preciso muito para isso, mas foi um bom companheiro, sentia que era confidente da personagem principal/narradora do livro, a linguagem é envolvente e apenas acho que o final poderia ser um pouco melhor e que fiquei sem saber mais pormenores de algo que queria esmifrar.

 

 Vou vendo e notando que, aos poucos e sem que quase me aperceba no imediato, vou andando melhor. Ainda coxeio e também tenho dores mas os dias bons são mais que os dias maus e isso deixa-me extremamente feliz!

 

 Para a semana vai aparecer aqui algo sobre o anivversário das "meninas", que já vão fazer 15 anos, não são mais meninas nenhumas, são umas quase mulheres. A parte feliz mas assusstada sobre isto é que as vejo crescer e tornarem-se seres humanos bons mas ainda as quero proteger e não deixar que o mundo grande, feio e mau dê cabo delas. E se eu sinto isto pelas minhas irmãs, com o meu filho a coisa triplica! Fico feliz com o facto de conseguirem ser independentes e responsáveis, até porque quero que estejam preparados para o mundo e sei, no meu coração, que o vão estar. Mas é como disse, é um misto: felicidade e medo.

 

 Lamechas 'né? É a vida :)

 

 

 E que tal um sorriso no rosto hoje?

 

 Beijoo :)