Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jardins Suspensos

Jardins Suspensos

[Etc] trnd - Projecto Milka Snax

 

 Lembram-se deste post aqui? Pois bem, foi onde vos falei melhor da trnd e do seu sistema passa-palavra na medida de divulgar novos produtos entre os consumidores.

 

 O Projecto Milka Snax está a ser um sucesso e por estes lados não é diferente, ou não fosse o chocolate uma das melhores coisinhas jamais inventadas para acalmar tpm's e reatar relações lol

 

 Fotos? Tenho claro!

 

Expectativa!

Espreitar para acreditar!

OMG!!!

 

 Por agora são as fotos possíveis, as que mostram o meu beliscar para saber se era realmente uma caixa cheia de Milka Snax para experimentar e dar a experimentar. A quem ainda não provou, shame on you, que aquilo é muita bom!

 

 Os novos projectos ainda não arrancaram, portanto, ainda estão a tempo de se registar aqui, só têm a ganhar!

 

 Ou queres ficar de fora?!

 

 

 

 

[Etc] Eu Vos Desejo...

Olá :)

 

Directamente do meio da meu enfardar comida calórica e saborosa, incluindo um Tronco de Natal super gostoso mais uns quantos bombons, queijo de Seia misturado com Castelões e Perú, venho desejar a todos e todas, um Feliz Natal, com saúde e alegria, mesmo que as prendas sejam poucas, por muito que gostemos de as receber, o que importa é o sentimento que nos une :)

Isso sim, é Natal!

 

 

Beijooo:)

 

 

[People] A Triumph e o Photoshop

 Olá :)

 

 Eu ando de Metro e não tenho vergonha, é rápido e chega a quase todo o lado. Em resultado disso, sou sempre abençoada com imagens do meu tamanho aumentado ao raio que parta, de coisas boas e coisas assim-assim. Esta é das assim-assim.

 

 

 E assim-assim porquê?!

 Porque tenho dor de corno e queria ser assim quando fosse grande e não deu? Não.

 Porque acho as mulheres feias com cara de um qualquer alien repatriado? Não.

 Porque ai e tal parecem umas valentes vacas (eu li isso em algum lado)? Não.

 Porque a Lingerie é coisa do Demo? Não.

 

 Sou uma gaja honesta: às vezes dor de corno é coisa que me assiste e dor de corno quando em vez, até é bom para nos mantermos alerta e fazermos melhor por nós, seja de que tipo for, desde que não seja em demasia e faça com que haja gente que não se esforça nem que lhe atirem com caixas para cima dos pés. (quem nunca teve dor de corno uma vez na vida que atire a primeira pedra que eu tenho pontaria para retaliar!)

 Acho que são mulheres bonitas, cada uma ao seu jeito e maneira (assim como somos todas), sendo que isso é relativo e não universal. O que é bonito para mim é feio para a vizinha do lado. E então, vale a pena andar ao estalo?

 Recorrer ao insulto fácil é daquelas coisas que só faz mal à pele, é pior que solário. Não só nos faz mal como nos faz passar por algo que até nem somos. Muito.

 Lingerie é coisa dos céus! Eu adoro estar bem na minha pele, olhar-me ao espelho e gostar de me ver com um conjunto novo. Não compro para o meu namorado, compro para mim. Pois quando nos sentimos sexys, transbordamos isso para os demais. E mesmo quando não, opá que se lixe o mundo que eu preciso de estar em paz é comigo!

 

 

 Então qual é o teu problema com as imagens?!

 O mundo da publicidade é uma merda valente e absoluta (resposta fofinha). Algo que detém tamanho poder sobre a opinião terráquea sobre determinado produto e seus efeitos ou propriedades milagrosas, poderia ser um pouco mais para o conscencioso, não? Eu sei que o sexo vende, mais que não seja Kamasutra's mas é necessário repuxar as formas das mulheres de tal modo que seja uma mentira pura, uma mera prova de que se sabe mexer em photoshop como gente grande?!

 

 Eu já vi a Andreia Rodrigues perto e por muito que ela seja magra, que o é, aqueles efeitos que lhe deram às formas, é um desmérito para com a Andreia que habita em pantufas. Quanto à Luísa Beirão, epá sempre gostei que fosse uma mulher com curvas, acho que fica bem com elas, faz-lhes justiça. Nesta campanha acho-a magra demais para o habitual e faz-me confusão, faz mesmo. Mas também me faria confusão cortar o cabelo pelos ombros quando sempre o usei pelo meio das costas, não sei se me entendem.

 

 Aquilo que me deixa saturadamente agastada, é o epítome atríbuido a este género de corpo, como se fora este, nenhum outro mereça respeito ou devoção. O elitismo das marcas de tamanho xs. A desresponsabilização gigantesca e desavergonhada em qualquer facto nefasto provocado pelas fotos de mulheres magras artificialmente, em mentes fracas de opinião própria, vulneráveis. Já era altura de chamar estes senhores às barras dos tribunais e dizer-lhes que não são estas ideias que queremos que impinjam às nossas jovens, que cada corpo tem a sua beleza e "nicho de mercado" e que não é certo nem bonito que se façam campanhas baseadas em artimanhas virtuais e sombras, para vender cuecas e pára-quedas.

 

 

 Se há coisas mais importantes para resolver nesse mundo fora? Aos magotes! Mas não me aparecem na viagem de Metro...

 

 Beijooo :)

 

 

[JukeBox] Elton John - Candle In The Wind

Já nem sei bem porquê, no outro dia eu e o meu namorado falámos sobre o 1º CD que havíamos comprado.
E chegámos à conclusão que somos mais parecidos do que acreditávamos, pois ambos escolhemos como 1ª compra um CD do Elton John :)
 
Chamem-me pimba das terras de sua majestade ou o diabo a sete, eu gosto muito das músicas deste Sir. Daquelas bem mofadas e que nos recordam sempre de algo que nunca chegámos a esquecer de sentir!
 
Esta então adoro-a, seja em que versão for, Marilyn ou Diana.
 
Enjoy!
 
 

 

[People] A Violência Doméstica e o que há a dizer sobre isso

 Olá :)

 

 Aqui a je decidiu ir dar uma volta à blogosfera em busca de coisas que valessem a pena ser lidas e deparou-se com este post.

 

 

 

 

 

 

 Não vi esta campanha em tempo útil e tenho embaraço nisso pois conheço melhor esta realidade do que o que gostaria de admitir a quem quer que seja. É algo que priva todos os seres humanos de dignidade, sejam de que sexo forem.

 E sim, em pleno final do ano de 2011 ainda há um estigma gigantesco em abrir a boca. Vivemos numa sociedade que se alimenta de má língua e fofocas, de casas de segredos mal contados e pseudo-famosos que em nada contribuem para o avanço do país, de foras de jogo mal marcados e de jogar dinheiro fora apenas por capricho enquanto os filhos pouco comem.

 

 Há quem chegue mesmo ao ponto de dizer que se uma mulher leva porrada é porque gosta. Que se se cala é porque quer viver assim.

 

 Sou um ser peculiar, não lido bem com pessoas abonadas que nunca fizeram mais que abrir os olhinhos para tudo terem, acho e acredito piamente que trabalhar para ter algo, é um modo de vida em extinção mas que compensa a alma. O mesmo se aplica a pessoas estupidamente dotadas de cordas vocais que julgam que tudo é preto ou branco no mundo da mente humana. Não é. Uma mulher não leva na cara porque lhe dá um prazer desmesurado! Achar que sim, denota uma falta de senso absoluta e ímpar! Para julgar algo desta natureza, é necessário estar na pele dessa pessoa. Não sabem dar valor, não abrem a boca. Eu sei que é difícil para muito boa(?) gente mas é assim mesmo.

 

 Pior que ser a mão que desafia a humanidade de alguém, é ser a voz afiada de quem não tem respeito por situações sérias e as leva ao banalismo.

 

 "Quebre o silêncio." Não ligue à vergonha e aos dedos dos outros, na APAV poderá encontrar todo o apoio que precisa para ser mais feliz. Em qualquer altura do ano.

 

[JukeBox] Daughtry - September

 Bom Dia Alegria de post programado para sair enquanto eu estiver a dormir! (sim que eu trabalho até depois da meia-noite!)

 

 Amo esta música, adoro a voz deste homem e não digo mais nada.

 

 
Half the time passed away
All the trouble that we gave
And all those days we spent out by the lake
Has it all gone to waste?
All the promises we made
One by one they vanished just the same

All the things I still remember
Summers never looked the same
Years go by and time just seems to fly
But the memories remain
In the middle of September
We still play out in the rain
Nothing to lose but everything to gain
Reflecting now how things could've been
It was worth it in the end...

 

 

 

 

[JukeBox] Royalistic Feat. Virgul - Morena

 

 Eu acredito que todas temos algo que nos faz sentir sexys, sem a "ajuda" do sexo oposto.

 

 Pode ser uma sapato de salto alto, um batom que sabemos que nos fica bem, as calças que nos faz o rabo jeitoso, uma camisa com um decote mais atrevido, entre tantas outras hipóteses. São pequenos pormenores que fazem toda a diferença naqueles dias mais cinzentos!

 

 De entre o meu próprio portefólio dessas coisas, há uma música que não me enjoa e que me faz dançar e mexer as ancas e sentir-me melhor na minha pele. Ou não se chamasse Morena! Então deixo-vos Royalistick e Virgul, com esta música tirada do albúm Portfólio. Ah!, e as loiras também podem dançar :)

 

 
 
 

 

[People] Eu Alimento, Tu Alimentas, Nós Alimentamos esta Ideia!

 Helloooooo :)

 

 Para quem não alimentou a ideia do Banco Alimentar no passado fim de semana nos super e hipermercados deste país, saiba que agora o pode fazer online, já que não saem de frente do pc à espera que eu poste (não durmas não que ainda pioras das ideias Maria Naísa!).

 

 Portando podem e devem ir aqui e dar o que podem sem a mais serem obrigados. Quem sabe se amanhã não será um de vós a precisar?

 

 

 Ser solidário não é aparecer na capa de uma revista a fazer caridade/publicidade por esse Portugal fora. Ser solidário é receber um sorriso acanhado em troca de uma mão amiga.

 

 Beijo!

 

 

[People] O Mundo está Cheio de Coisas Idiotas e Pseudo-intelectuais #2

 Porquê que eu amo a blogosfera: Porque posso dizer o que penso.

 Porquê que eu odeio a blogosfera: Porque todos os outros também podem!

 

 Confusos? Eu não.

 

 Este meio de comunicação foi criado com o intuito de unificar e partilhar, deixar escrito o que muitas vezes não se atreve a sair-nos dos lábios. E se bem usado, pode ser algo maravilhoso, pois deixar alguém que não conhecemos de lado algum, emocionado ou bem disposto com aquilo que escrevemos, é um feito de tamanho emorme.

 Isto serve para partilhar o nosso eu com o mundo e se não estamos dispostos a tal, de que vale ter um blog, de que vale ter um blog público, de que vale ter um blog que não tenha comentários moderados? Se vamos destratar ou grosseiramente responder a alguém que mesmo não tendo lido tudo quanto escrevemos mas que gostou do que viu e decidiu que aquele era um blog que deveria visitar mais vezes e mesmo seguir, comentou, deixou o link do seu próprio blog e convidou a pessoa a conhecê-lo, porquê que temos um blog? Ser mal educado agora é moda? Sou eu que estou antiquada e não entendo?

 

 Talvez esteja a dar relevo demais ao pouco reconhecimento que as meninas importantes da blogosfera dão à Ana ou Maria comum, que também merece reconhecimento pela entrega de si mesma no seu canto. Mas é necessário falar sobre isso. É necessário dizer às princesas do teclado que todas nós somos princesas também. E muitas de nós temos mais conteúdo numa unha roída do que elas no corpo todo. Pois muitas de nós aliamos esta entrega ao emprego, aos filhos, ao que fazer para jantar e tantas coisas mais.

 

 Não se mede a importância de alguém apenas e somente pela quantidade de seguidores ou comentários cravados de monossílabos que tem. Nem sequer se tem muitas parcerias com marcas de renome. A importância de alguém, aquilo que vai deixar quando parar de querer ou poder bloggar, é a maneira como tratou quem esteve com ela, quem a visitou porque viu o link num blog e depois outro num comentário que leu e que por entre portas e travessas, lá foi parar, a maneira como se sentiu aconchegada ou não ao chegar. É isso que fica.

 

 Fiquem à vontade para deixar o link do vosso blog no comentário que me deixarem, se acharem que devem comentar. Acredito que só nos damos ao trabalho de fazer algo se tivermos vontade. Eu só comento onde quero e quando quero. Mas sei ser agradecida e de entre tantas coisas que aprendi, é que arrogância é um dos piores defeitos que se pode ter.

 

 O meu blog é pequeno? É. Vai ser grande? Já é. Para mim, para quem quiser, para quem entrar e se sentir bem porque eu disse o que me deu na gana ou porque tirei fotos a prémios ou compras ou às unhas. Porque fiz uma tag. Porque mandei alguém para o lado detrás da lua. Tanto faz.

 Entrem, sintam-se bem. E se não se sentirem, tenho pena mas não me mato a pensar em coisas que possam agradar a Gregos e a Troianos, é impossível fazê-lo.

 

 

 Conselho, não de amiga mas de quem passou por uma situação assim: se se sentirem incomodadas com um comentário no vosso blog não vão para o blog da outra pessoa fazer um comentário maldoso como paga. Podem simplesmente apagar o que vos fez enraivecer. Ou, como eu fiz uma vez, num outro blog que tenho, enviar um email educado, a explicar o quanto me desagradou o que disse.

 

 Fazer aos outros o que clamamos não admitir fazerem a nós, é de uma inconsistência atroz.